Senhas fortes

Senhas como “123456789”, data de nascimento ou nome completo são senhas óbvias demais, e terminam, muitas vezes, por facilitar o trabalho do cibercriminoso.
Empresas de segurança na web estão realizando cada vez mais alertas sobre ataques virtuais que resultam no roubo de senhas e em golpes nos usuários. Recentemente, por exemplo, uma empresa filiada ao eBay anunciou que criminosos acessaram as contas de mais de mil clientes, bem como os seus produtos comprados, afetando os EUA, Canadá e Reino Unido.

Os cibercriminosos conseguiram informações de login e senha em outros sites em que os usuários do serviço tinham conta, o que lembra uma das principais recomendações feitas pelos especialistas no setor, a de nunca utilizar  a mesma senha para várias contas.

“Os ladrões de identidade estão ficando mais espertos e mais rápidos para roubar informações pessoais dos consumidores, por isso é preciso agir de forma inteligente, para ficar à frente deles. Os consumidores devem mudar as suas senhas de contas on-line com mais frequência e criar senhas difíceis de se decodificar”, adverte Ken Chaplin, VP da TransUnion, empresa norte-americana que atua na área de serviços de crédito no país.
Para ajudar na criação de senhas senhas fortes e minimizar o risco de se tornar vítima de roubo de identidade, confira abaixo seis dicas que podem evitar de você ter grandes dores de cabeça:

1. Não use a mesma senha em todas as contas!

Se alguém conseguir roubar a senha de uma de suas contas e ela for a mesma para as demais o seu problema será bem maior, pois ele poderá facilmente roubar as demais contas sem muito esforço. Não facilite!

2. Não seja óbvio!

Senhas como “123456789”, data de nascimento ou nome completo são senhas óbvias demais, e terminam por facilitar o trabalho do criminoso.

3. Escolha letras e números aleatórios!

Se possível, evite palavras lógicas. Misture palavras, siglas e similares, mas não crie uma senha com uma palavra comum, ainda mais se ela for do seu cotidiano, como nome da empresa e afins.

4. Abuse dos erros ortográficos!

Substitua algumas letras por números e símbolos, como, por exemplo, na frase “eu odeio azul”, transformando-a em “3u 0dei0 4zu1”.

5. Quanto mais longa, melhor!

Quanto mais longa a senha, menor a chance de ela ser descoberta, pois o ladrão precisará de mais coisas para descobrir ela integralmente. Use a criatividade!

6. Use o mnemônico!

Mnemônico é um conjunto de técnicas utilizadas para ajudar no processo de memorização. Pense em uma frase, como “Minha cor favorita é verde”, e use a primeira ou a última letra de cada palavra como a sua senha (“Mcfev” ou “Araee”, no exemplo).

Fonte: Administradores.com

Veja mais