Diferente da nossa Justiça, perante a tecnologia, todos os cidadãos são iguais

 (Foto: Pexels)

Entrei no Facebook e tinha lá uma publicação de um amigo sobre um determinado julgamento. Fui para o Instagram e lá tinha um post do prefeito. No Whatsapp, recebi três mensagens sobre a roubalheira dos políticos. Acontecimentos políticos relevantes ocorrem todos os dias no cenário atual do nosso país. E nada mais natural que eles estejam na boca do povo. Parece até bom, mas como esses novos tempos de tecnologias exponenciais têm afetado tudo isso?

O ativismo digital que provocou essa vontade de comentar e postar sobre todo e qualquer assunto político ganhou relevância em 2013 (lá se vão 5 anos), quando se iniciaram os primeiros protestos contra o aumento da passagem de ônibus, a Copa do Mundo e a Olímpiada. Quem não se lembra do #ImaginaNaCopa. O ápice destes movimentos, no entanto, aconteceu às voltas do impeachment de Dilma Rousseff. As redes sociais tiveram um peso enorme nas organizações de movimentos, passeatas e ações. Foi a tecnologia e a internet  que conseguiram mostrar a importância e o impacto da sociedade civil, não o noticiário nacional. Olha que inversão vivemos. A tecnologia trouxe mais acesso à informação para todos, independentemente de posicionamento, gênero, raça ou poder aquisitivo.

Leia a notícia completa em: http://epocanegocios.globo.com/colunas/Novos-tempos/noticia/2018/02/diferente-da-nossa-justica-perante-tecnologia-todos-os-cidadaos-sao-iguais.html

Veja mais

Deixe uma resposta